Estudos no diário de arte

2.5.15 Anahy Britto 0 Comments

Ele deixou de ser um diário no sentido primário da palavra, mas é nele que corro sem compromisso para colocar as minhas "caraminholas" sob a forma de arte, e também o uso para a prática de exercícios e técnicas que acho interessantes. Nessas páginas eu estou tentando estudar postura e posições, fiz um esboço pequenino e depois parti para um desenho maior. Não me contive e comecei a pintar o fundo e acrescentar o "molho", como diria o professor de perspectiva Alberto Fiuza ao se referir aos detalhes. Usei meios mistos (mix mídia). Lembrei de uma música que ouvia na infância e coloquei a frase "O sol nasce para todos, como o amor." Colei uma etiquetazinha vintage e escrevi a palavra felicidade que, como o sol e o amor, deve nascer para todos.

Um abraço para todos,
Anahy

0 comentários: